• Por que as mulheres tem mais
    infecção urinária que os homens?

    São causas anatômicas e funcionais. As mulheres tem a uretra mais curta que os homens e está mais próxima da região ao redor do ânus, que é habitualmente contaminada. Em certas condições, esta proximidade pode facilitar a migração e a chegada à bexiga, fator predisponente à infecção. A principal via é chamada de ascendente, pois as bactérias sobem da região perineal à uretra.

  • Qual é o agente causador mais
    freqüente da infecção urinária?

    O agente causador mais frequente é uma bactéria encontrada no intestino chamada Escherichia coli. Razão pela qual a higiene após a evacuação é um ponto importantíssimo na prevenção de infecções urinárias.

  • O uso de diafragmas ou espermicidas
    pode predispor a infecções?

    Sim, algumas destas substâncias podem produzir irritação da vagina e uretra, favorecendo a colonização bacteriana.

  • Na menopausa, há maior risco de
    infecções urinárias?

    Sim, o estrogênio ajuda a manter a uretra fechada funcionando como agente protetor contra a migração de bactérias. Na menopausa há diminuição deste hormônio e não apenas a uretra, mas também a vagina, tem sua estrutura enfraquecida, favorecendo a colonização bacteriana.

  • Como deve ser a coleta de
    urina?

    Recomenda-se que a paciente colha a primeira urina da manhã. Após a higiene matinal, deve-se desprezar o jato inicial e colher a urina do jato intermediário. O acondicionamento deve ser em frasco estéril e levado ao laboratório logo em seguida. Na impossibilidade de levá-lo ao laboratório, a amostra deve ficar resfriada por período não superior a 4 horas.

  • Meu médico pediu Urocultura e Antibiograma para escolha do antibiótico. Eu mesma posso escolher?

    Não. O médico pede a urocultura para comprovação do tipo de bactéria. O Antibiograma não é apenas uma legenda a ser seguida, deve ser estudado com senso critico visando não apenas o tratamento da infecção mas também a não seleção de bactérias mais agressivas ou resistentes.